quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Operação Mãos Limpas: STJ rejeita última ação contra Waldez Góes

De Brasilia José Roberto com a redação local


Em sessão da Corte Especial do STJ, ontem, 29, a última Ação Penal que tramitava contra Waldez Góes (PDT), governador do Amapá, relativa a Operação Mãos Limpas de 2010, foi arquivada por unanimidade. O processo foi relatado pela ministra Nancy Andrighi. De acordo com o relatório, a denúncia do MPF não apresentou elementos que pudessem comprovar que Waldez Góes cometeu os crimes dos quais foi acusado.
Voto de Nacy Andrighi foi acompanhado por todos os ministros presentes à sessão, inclusive João Otávio de Noronha, quem autorizou a Operação Mãos Limpas. Ele lamentou a qualidade do trabalho conduzido pelo Ministério Público Federal (MPF).
— É um prejuízo enorme pelos gastos, custos. Horas e horas de trabalho, de custo para o erário público foram jogados rio abaixo. Pode apresentar outra (denúncia), mas... Isso tem reflexo em outras demandas para o Estado. E aí a gente fica triste porque foram meses e meses de trabalho muito árduo. Mas não há como contestar a manifesta inépcia da denúncia — disse Noronha.
Ao receber a noticia, ontem, à noite, Waldez disse: “Minha consciência de que não havia transgredido nenhuma das leis que pautam a minha conduta e principalmente a minha vida pública sempre prevaleceu. Sempre confiei em Deus de que essa injustiça seria desfeita”, comentou
Góes enfatizou que foram precisos sete anos para que a verdade triunfasse. “Me defendi das acusações mentirosas, aumentei minha fé e me dediquei a minha família e aos interesses do Estado do Amapá. Nunca ataquei quem me acusou e recebi os ataques de modo sereno. Sei respeitar meus adversários e conviver com os contrários”, afirmou, ressaltando que continua firme lutando para o Amapá vencer a crise, melhorando a vida das pessoas.


Nenhum comentário:

O Amapá perde mais um pioneiro

Antonio Pereira da Silva - Antonio Português ( Foto: Blog Porta-retrato) Faleceu, ainda a pouco, o empresário Antonio da Silva Pereira, ...