segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Ex-ministro Paulo Bernardo é denunciado pelo MPF


O ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo e mais 19 investigados são acusados pelo Ministério Público Federal, em São Paulo, de montar uma organização criminosa dentro do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Segundo o MPF o grupo teria movimentado propinas de R$ 100 milhões envolvendo empréstimos consignados a servidores públicos. Em depoimento o ex-ministro nega as acusações.

Pesam sobre Paulo Bernardo acusações pelos crimes de organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro.  A denúncia diz que ele era o 'patrono' do esquema que resultou nos desvios.


O esquema de propina funcionou até 2015 e custou cerca de 70% do faturamento líquido da empresa, que criou um software para a gestão dos empréstimos consignados de servidores do Poder Executivo Federal, de acordo com as investigações

Nenhum comentário:

Wagner Gomes questiona pesquisa CTB

"A pesquisa feita pela Mentor, a mando da CTB, me pareceu bastante estranha e contemporânea", me disse o advogado Wagner Gomes, ...