sábado, 27 de setembro de 2014

Febre Chikungunia: 129 casos no Amapá


Carla Ferreira

De acordo com a Coordenadoria de Vigilância em Saúde do Amapá o município de Oiapoque registra 129 casos suspeitos de febre chikungunya, outros dois casos já foram confirmados. Diante deste cenário, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) entrou em contato com o Ministério da Saúde, em Brasília, para alertar sobre a situação do Amapá e assim verificar medidas para que se evite a propagação do vírus.
“Precisamos evitar que se torne uma epidemia. Estou me colocando à disposição para articular esforços no combate a essa doença, precisamos evitar que o vírus se alastre”, disse Randolfe. Segundo a Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária uma equipe técnica está em Macapá finalizando o processo de sensibilização sobre o controle do vírus, informou ainda que foram disponibilizados ao Governo do Estado dois veículos do tipo fumacê e para a capital foram doadas duas minivans e cinco nebulizadores portáteis para reforçar o atendimento em áreas mais críticas.
Assim como a dengue, a febre chikungunya é transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictos. Conforme os técnicos, ela só tem um sorotipo, ou seja, cada pessoa só pega a doença uma vez. Os sintomas, que podem durar de três a dez dias, são os mesmos da dengue: dor de cabeça, febre, dores musculares e nas articulações.

Nenhum comentário:

Wagner Gomes questiona pesquisa CTB

"A pesquisa feita pela Mentor, a mando da CTB, me pareceu bastante estranha e contemporânea", me disse o advogado Wagner Gomes, ...