quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Promotor Moisés segue candidato ao Senado. Noticia da impugnação é falsa. Veja a nota.


 Com relação a divulgação nas redes sociais, sobre o indeferimento do registro de candidatura da chapa ao Senado, encabeçada pelo Promotor Moisés, da Coligação “Unidos pelo Amapá que queremos”, a coligação vem a público esclarecer que,
A impugnação refere-se aos 2 suplentes: Cleineide Moreira Batista e Enildo Pena do Amaral.
 Esclarece ainda, que as causas das impugnações são as seguintes: 
A 1º. Suplente Cleineide Moreira Batista, teve seu pedido de desistência homologada e o 2º. Suplente Enildo Pena do Amaral, por estar duplamente filiado.
 Diante do fato, a Coligação “Unidos pelo Amapá que queremos” tem um prazo de 10 dias, para fazer a substituição dos suplentes, conforme previsto na Legislação Eleitoral.
  Quando ao pedido de registro da candidatura do Promotor Moisés, o mesmo foi deferido pelo TRE-AP.
 A Coligação é composta pelos partidos PT do B, PV, PSDC, PROS, PEN, PR, PHS, PRB e PTN.

Nenhum comentário:

Wagner Gomes questiona pesquisa CTB

"A pesquisa feita pela Mentor, a mando da CTB, me pareceu bastante estranha e contemporânea", me disse o advogado Wagner Gomes, ...