sexta-feira, 11 de julho de 2014

NOTA DO PSOL EM DEFESA DO SENADOR RANDOLFE RODRIGUES



Mais uma vez o cronista político Rup Silva publica um infeliz texto externando suas avaliaçõeslimitadas acerca do PSOL e de suas figuras públicas. Utiliza-se de argumentos baixos, desrespeitosos e autoritários.  Ataca de forma vil o Senador Randolfe Rodrigues, um dos melhores senadores do Brasil e orgulho do povo do Amapá que o elegeu com a maior votação da História.
Faz isso inapropriadamente num momento em que o PSOL e o PSB, partido com o qual vem postulando alinhamento, conseguem, com muito esforço e maturidade, construir não só uma aliança política, mas uma repactuação da esquerda no Amapá.
O senador Randolfe tem uma postura política ímpar, sempre travando o combate a favor do Amapá e do Brasil, contra a corrupção e buscando emendas para desenvolver nosso estado. Desde o primeiro ano de seu mandato se colocou como oposição ao senador José Sarney, disputando inclusive a presidência do Senado contra ele.
É inadmissível qualquer tipo de acusação irresponsável sobre a conduta do senador Randolfe como político de esquerda, comprometido com o País e com o estado do Amapá.Oque o senhor Rup Silva faz é um jogo medíocre de tentar desgastar a figura de um senador da república, atacando com isso um aliado do seu partido, pois atacar o senador Randolfe é atacar o PSOL, em um momento delicado de junção de esforços para manter o Amapá longe do atraso e das forças conservadoras.
Hoje o Amapá tem um governo, com o PSB,uma a prefeitura de Macapá, com o PSOL, como trincheiras progressistas, com gestões pautadas na ética, no combate a corrupção, que estimulam a participação popular e que se determinam a reconstruir os serviços e políticas públicas destruídos pelo grupo político que os antecedeu,
Porém, esses mesmosgrupos políticas, que por muito tempo drenaram recursos públicos e sucatearam a máquina do Governo e da Prefeitura, tentam a todo custo se rearticular e tomar novamente o poder. Nesse cenário, PSOL e PSB, que estão à frente das gestões estadual e municipal, conseguiram construir uma unidade política pra combater a sombra do atraso e desenvolver nosso estado e sua capital.
Enquanto nós do PSOL celebramos tal construção,trabalhamos incansavelmente para aparar arestas e reunificar a esquerda em favor da sociedade, somos atacados pelo SenhorRup Silva, que em seu texto trata um aliado como o PSOL de forma deselegante.
O Sr. Rup Silva claramente não compreende a importância política que uma unidade como essa, construída entre PSOL, PSB, PT e PCdoB, tem para o presente e o futuro do nosso estado. Atacar um aliado como foi atacado o PSOL deixa claro a falta de habilidade que esse senhor possui para avaliar a conjuntura e compreender a importância de cada agente nessa construção.
Os partidos que compõem a frente para a reeleição do governador Camilo Capiberibe estão juntos para construir e participar desse projeto. É preciso humildade e grandeza para juntarmos forças frente aos inimigos da democracia, da transparência e da ação política compromissada com as causas do povo.
O PSOL não vai retroagir, porque entende que o projeto maior, em favor do bem estar da população, do estado e da cidade está acima dos entendimentos rasteiros e pontuais. Porém, o PSOL vai continuar fortalecendo suas legítimas lideranças e os companheiros de luta e com história em favor das causas do povo, como o senador Randolfe Rodrigues.
Dejalma do Espírito Santo                Clécio Luís Vilhena Vieira
Presidente Estadual do PSOL         Presidente Municipal do PSOL

Nenhum comentário:

Últimas noticias sobre a pane no navio Ana Beatriz IV

Por volta das 10h da manhã de hoje partiu de Santana o navio Breno, da mesma empresa do Ana Beatriz IV que sofreu uma pane, ontem, à noi...