sexta-feira, 5 de abril de 2013

Após deenúncia de esquema de transferência de eleitores, Beth Pelaes renuncia à candidatura em Pedra Branca De cinco candidatos, restaram apenas Wilson Souza (PSB) e Genival Gemaque (PR) na disputa pela Prefeitura que tem o terceiro maior orçamento do Estado Maiara Pires em 04/04/2013

A eleição suplementar de Pedra Branca do Amapari marcada para o próximo domingo (7) vai contar com apenas dois candidatos, dos cinco que registraram suas candidaturas no Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP). Impedida de concorrer ao pleito por parentesco e ausência de domicílio eleitoral e ainda acusada de favorecimento de um esquema de transferência de eleitores, Elizabeth Pelaes (PTN), filha da ex-prefeita Socorro Pelaes, desistiu de recorrer da decisão judicial que negou seu registro e protocolou ontem (3) na 11ª Zona Eleitoral a renúncia de sua candidatura, juntamente com o candidato a vice-prefeito na sua chapa, Carlos Costa.A renúncia foi homologada pelo juiz Esclepíades Neto que confirmou Wilson Souza (PSB), o irmão Wilson e Genival Gemaque (PR) na disputa pela Prefeitura que tem o terceiro maior orçamento do Estado com os royalties provenientes da exploração de minério na região. Para conter os ânimos no dia da eleição, o TRE-AP chegou a solicitar o envio de tropas federais, mas o pedido foi negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Por conta disso, a segurança ficará a cargo das polícias Militar, Civil e Federal, além do destacamento de policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) a fim de manterem a ordem pública durante o pleito, informou o presidente do Tribunal, desembargador Raimundo Vales, que estará presente no município acompanhando o processo eleitoral.
A renúncia de Beth Pelaes já vinha sendo cogitada nas últimas semanas nos bastidores da política de Pedra Branca, faltando apenas a oficialização que saiu ontem. A estratégia seria a candidata declarar apoio ao irmão Wilson em troca de cargos, numa eventual gestão.
O pessebista, então presidente da Câmara Municipal, está no comando do município, interinamente, desde que a eleição foi anulada pela Justiça Eleitoral que barrou a ex-prefeita eleita Socorro Pelaes com base na Lei da Ficha Limpa. O irmão Wilson aproveitou o caminho livre dado pelo TRE-AP que o considerou apto para concorrer às eleições. Seu concorrente Gemaque ficou em segundo lugar no pleito de 2012.

Nenhum comentário:

O Amapá perde mais um pioneiro

Antonio Pereira da Silva - Antonio Português ( Foto: Blog Porta-retrato) Faleceu, ainda a pouco, o empresário Antonio da Silva Pereira, ...