quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Querelas e bicos


Querelas e bicos

Olimpio Guarany

Fico impressionando como de uma para outra, às vezes do nada, e com ajuda de “iluminados” se formam querelas politicas no Amapá. Boa parte das vezes, a partir dos chamados ‘diabinhos’ ou fofoquinhas que logo ganham as  midias e viram uma crise politica.
A falta de habilidade de alguns politicos em expressar seus pensamentos também acaba gerando tais situações e logo que se vêem em palpos de aranha, correm para “desdizer” o que disseram que ele disse. Mas, o que nos remete a tudo isso? A falta de maturidade? Falta de liderança ou incapacidade de administrar determinadas situações. Ou uma coisa ou outra, o certo é que estamos, novamente, metidos numa crise. No cerne da questão a tão esperada parceria entre Governo-Prefeitura que virou Governo x Prefeitura.
Em uma ponta o prefeito Clécio Luis alimentou a possibilidade de receber ajuda do governo, cujo titular já tinha feito o primeiro gesto ao apoiar e votar no candidato do PSOL, no segundo turno. Na outra, Camilo Capiberibe que prometeu e criou expectativa de tal parceria, fazendo o povo acreditar que, finalmente, o Estado faria os investimentos necessários na capital. Nesses primeiros 45 dias com o aumento da intensidade das chuvas, os problemas, repetidamente, vividos pela população se avolumaram, sem que nada fosse feito. A prefeitura, sem dinheiro, está praticamente impossibilitada de se mobilizar e, o Governo, o primo rico, que poderia ajudar , se esquiva. Resultado: sofre a população.
Mas, e se pergutarem o que o Governo tem a ver com os problemas de Macapá? A resposta é simples: tudo. E é fácil entender: Macapá detém quase 70% da população do estado, onde é gerada grande parte da receita auferida pelo Governo que, portanto, teria obrigação de retornar em forma de investimento para amenizar os problemas do povo, os pagadores de impostos e a quem deveria ser revestida tal receita.
E porque isso não ocorre? Talvez por falta de compromisso, falta de grandeza. A justificativa argumentando que se o Governo ajudar a prefeitura vai beneficiar o senador Randolfe Rodrigues, potencial candidato ao Governo em 2014, aí é coisa de politico pigmeu.
--------------------------------------------------------------------
Olimpio Guarany é jornalista, economista, publicitário e professor universitário

Nenhum comentário:

Últimas noticias sobre a pane no navio Ana Beatriz IV

Por volta das 10h da manhã de hoje partiu de Santana o navio Breno, da mesma empresa do Ana Beatriz IV que sofreu uma pane, ontem, à noi...