sexta-feira, 22 de junho de 2012

NOTAS DA COLUNA OLIMPIO GUARANY ESCREVE, em A GAZETA


Sucessão em Macapá
O ex-deputado Lucas Barreto (PTB) disse ontem que não é candidato a prefeito de Macapá nas próximas eleições. Lider em todas as pesquisas prefere se preparar para a disputa pelo governo do estado em 2014.

Cumprindo acordo
Lucas Barreto (PTB) e Davi Alcolumbre (DEM) firmaram acordo no ano passado condicionando que sairiam juntos na disputa deste ano. Agora concluem que Davi deve ser o candidato com o apoio do aliado.
Aliança
Davi se lança candidato apoiado por grupo de partidos fortes e com tempo de radio e televisão. Mesmo sem que outras candidaturas tenham sido definidas, os calculos apontam para um tempo de, no minimo, 7 minutos para os programas eleitorais.
A viabilização
Davi trabalhou muito para viabilizar sua candidatura. Conseguiu apoio do PSDB que já tinha candidato, o deputado Michel JK, e diz que não sossega enquanto não levar o PPS que está com o PSDB e DEM no arco nacional.
Ampliando as conversas
Embalado com o apoio de Lucas Barreto, Davi Alcolumbre almoçou, ontem, com o presidente do Senado, José Sarney, a quem comunicou sua decisão em sair para a disputa, mas não tratou de pedir apoio do PMDB.
Como fica?
Tendo o PSDB na sua base de apoio sem que isso lhe custe, por exemplo, uma vaga na chapa majoritária, Davi foi rápido no gatilho e ofereceu a vice para o PTB. A conversa com o ex-deputado Seabra, presidente do PTB ocorreu dentro do avião a caminho de Laranjal do Jari. Seabra recolheu a proposta, mas preferiu deixar para esta semana o fechamento oficial dentro das bases interessantes para o PTB.
O ajuste
Na próxima sexta, em Macapá, Seabra e Davi sentam para selar o acordo, mas é certo que o PTB mesmo já tendo como certa a vaga de vice, vai levar uma pauta com outras condicionantes, entre outras, por exemplo, de como será a participação do PTB no comando, na produção e condução dos programas, enfim, nos rumos da campanha.
Postos chaves
Davi já decidiu que dois lugares tidos como estratégicos serão conduzidos por pessoas de sua estrita confiamnça, de sua familia: a coordenação geral deverá ser entregue a Josiel Alcolumbre e o caixa, o setor financeiro, será confiado ao tio Pierre que já tem bastante experiência no metier.
No Jari
PTB e DEM estarão juntos em Laranjal do Jari. Assim como em Macapa, Santana e 
Porto Grande, no Laranjal, o irmão Tadeu, candidato do PTB, terá o apoio do DEM.
Tudo ficou sacramentado na convenção realizada no ultimo domingo, no sul do estado.
Apoio forte
Senador Randolfe Rodrigues, após entrevista ao programa Olimpio Guarany, canal 4, Band.

A candidatura de Irmão Tadeu, em Laranjal do Jari ganhou em musculatura eleitoral com o anuncio do apoio do senador Randolfe Rodrigues (PSOL). Domingo, durante a convenção, Randolfe, por telefone, direto de Brasilia, manifestou apoio ao candidato do PTB.
Eleições
São muitas idas e vindas, muito café e conversa, conversa nessa ultima quinzena de junho. O PMDB, por exemplo, até ontem não estava 100% definido em Macapá. Um encontro entre o prefeito Roberto Góes e o ex-senador Gilvam pode acontecer ainda hoje para sacramentar a união dos dois na corrida sucessória. Essa composição passa, necessariamente, pela candidatura de Dilson Borges (PMDB) a prefeito de Mazagão.
O PPS
Allan Sales, presidente do PPS em entrevista ao programa Olimpio Guarany, canal 24

Allan Sales, presidente estadual do PPS anuncia, amanhã, para onde e com quem vai nestas eleições. As conversas com o PSOL de Clécio Luis estão muito avançadas, mas falta algum detalhe não revelado pelo lider popular socialista. Teria Allan recebido pressão da aliança nacional formada pelo PPS, PSDB e DEM? A ver.
O tom
Pelo que se tem visto nas redes sociais, o tom da campanha para 
Prefeito de Macapá não vai fugir muito daquele diapasão de 2010. Alguns temas estão sendo requentados, mas outros, em plena efervescência, poderão ser a pimenta da campanha.
O quadro é outro
Um analista atento me disse ontem que o PSB, o maior beneficiário dos escândalos de 2010, já não pode posar como arauto da moralidade por conta das denuncias de corrupção no governo gerido pelo partido. "Quem era pedra, virou vidraça" , disse.
Na expectativa
Enquanto aguarda a publicação do acórdão da TSE para assumir a vaga de Gatinho, o médico cardiologista Antonio Furlan (PTB) toca sua vida profissional. Chamado pelo hospital Albert Einstein, deverá ser qualificado, junto com outros médicos de outros estados do Norte, para executar cirurgias de transplante de coração. O hospital São Camilo será preparado para esse fim. Furlan foi o pioneiro em cirurgia cardiaca no Amapá.

Nenhum comentário:

Wagner Gomes questiona pesquisa CTB

"A pesquisa feita pela Mentor, a mando da CTB, me pareceu bastante estranha e contemporânea", me disse o advogado Wagner Gomes, ...